sexta-feira, Agosto 22, 2014

Viver depois de morrer...


Depois de toda a sujidade, fôlego
E de todos os incêndios queimarem,
Depois das ambulâncias sumirem.
Depois que os parasitas tenham acabado
De agarrar-se às luzes mortas da arrogância.
Depois de tudo isso…

Eu tenho que saber!

Poderei resolver isso?
Se gritar para corrigir?
Poderei corrigir isso?
Gritando e gritando para corrigir?

Se viver depois de morrer,
Acho que sei o que acontece a seguir...
Serias apenas um vislumbre,
Como olhar através de uma janela
Para um mar pouco fundo...

Conseguirias ver-me?
Depois de tudo isso?
Nada seria como costumava ser
Depois que os parasitas tenham acabado
De agarrar-se às luzes mortas da arrogância...

 
Eu tenho que saber!

E pergunto-me:
Quando acaba o amor
Para onde ele vai?
Poderá haver outra noite?
Depois de todos os maus conselhos.
Que nada tinham a ver com a vida?

Eu tenho que saber!

E pergunto-me:
Quando acaba o amor
Para onde ele vai?
Para onde ele foi?
Para onde vamos?

Talvez seja simplesmente viver depois de morrer
Talvez seja apenas uma vida futura contigo…

quinta-feira, Novembro 28, 2013

Para ti

Imagem de saraisgod
Que não notas que meus olhos gritam,
Sem saber se quer que as minhas mãos falam,
Que todo o meu corpo diz que te ama,
E que olhar para ti brinda-me tempestade e calma.

Para ti que não sabes
Que minhas borboletas revoltas e ansiosas
Fogem sem luz,
Buscando refúgio noutra morada
Que não são o teu peito, teu corpo, tua cama.

E eu, que perco-me nesta paixão
Quando tu te afastas
Sem notar se quer
Que os meus olhos gritam, que as minhas mãos falam,
E que todo o meu corpo diz que te ama…

quinta-feira, Outubro 24, 2013

Porque sei que estaremos bem

Imagem de candymax
Eu poderia levantar-te,
Mostrar o que queres ver
E levar-te para onde queres estar

Poderias ser minha sorte
Mesmo que o céu estivesse a cair
Porque sei que estaremos bem

Eu poderia encher teu copo
Porque meu rio não vai evaporar
Neste mundo que ainda existe

E poderias ser minha sorte
Mesmo num furacão de barcaças
Porque sei que estaremos bem

Eu poderia mostrar-te o amor
Em uma onda de mistério
Onde ainda estarias de pé ao meu lado

E mesmo assim serias minha sorte
Mesmo que o céu estivesse a cair
Porque sei que estaremos bem

quinta-feira, Agosto 08, 2013

Meu coração não sabe contar



Imagem de I-Heart-Photo

Tantas vezes voou a pomba
A procura dessa bênção chamada amor...

Tantas vezes voltou despejada
Por não encontrar teu calor...

Tantas vezes trouxe-me teu aroma
Talvez numa pétala de flor...

Tantas vezes não te disse "Amo-te,
És minha terra, minha lua e meu sol"

Tantas vezes falharam-me as palavras
Que estão tão guardas dentro do meu coração

Que já não sei quantas vezes tenho-te amado
Mas sei que amo-te ainda mais hoje

sexta-feira, Julho 26, 2013

Lembrança


Essa lembrança que nos vem às vezes...
Folha súbita que tomba
Abrindo na memória a flor silenciosa
De mil e uma pétalas concêntricas...
Essa lembrança...mas de onde? de quem?
Essa lembrança talvez nem seja nossa,
Mas de alguém que, pensando em nós, só possa
Mandar um eco do seu pensamento
Nessa mensagem pelos céus perdida...
Ai! Tão perdida
Que nem se possa saber mais de quem!

Mario Quintana

segunda-feira, Julho 15, 2013

A Lâmpada Mágica


Cada homem/mulher quando nasce ganha uma lâmpada mágica e, lá dentro, três milagres geniais:
 

Um passado para ser lembrado,
Um corpo para viver o presente
E sonhos para criar um futuro.

Obrigado génio pela vida que ganhei e que escolhi viver :)

quarta-feira, Junho 05, 2013

Contando as estrelas



Tenho perdido o sono
Sonhando com coisas
Que poderíamos ter sido…
Mas tenho pensado muito
Sentado e sereno
Só contando estrelas
Só contando estrelas...

Vejo esta vida
Como uma videira que balança
Balançando meu coração
Além do limite…
Sou velho, mas não tão velho
E jovem, mas não tão ousado
Não acredito que este mundo
Esteja vendido
E eu apenas faço
O que me pedem

Sinto-me bem
Quando faço errado
Sinto-me mal
Quando faço certo
Poderia mentir
Mas tudo o que me mata
Faz-me sentir mais vivo

Sinto amor e sinto-o a queimar
Ao longo do rio da vida
Sou Velho, mas não tão velho
E Jovem, mas não tão ousado
Não acredito que este mundo
Esteja vendido
E eu apenas faço
O que me pedem

Tenho perdido o sono
Sonhando com coisas
Que poderíamos ter sido…
Mas tenho pensado muito
Sentado e sereno
Só contando estrelas
Só contando estrelas...